quinta-feira, 29 de julho de 2010


















“Tranqüilo, o mar não canta nem odeia.

O nauta, imerso noutro mar de mágoas,
Os olhos tristes e úmidos passeia
Pela tranqüila quietação das águas.
A onda, que dorme quieta, não espuma;
O astro, que sonha plácido, não canta;
E em todo o vasto mar, em parte alguma
A mais pequena vaga se levanta.”


Mar calmo (Goethe, J.)




Eu não pratico bruxaria

Não tenho bola de cristal
Nem toda grana me faria trocar o bem pelo mal
Se eu soubesse eu previa, Fria, a sua aparição
Só assim não teria entrado nesse turbilhão.
Foi uma fria que rolou agora eu sei
Uma onda que passou e eu não dropei
Amor foi só o que eu quis
O mais puro e sublime amor
Não é um delirio fogo de uma fulgás paixão
O pesadelo e o medo de uma desilusão
Eu quis dizer, quis
Quís te dizer, quís
Botar pra fora mais na hora eu me calei.
Tudo que eu posso dizer, Tentei Falar
Tudo que agora eu sei, Como explicar
Você ainda vai saber e vai sofrer
Quando o seu tempo chegar

Uma Onda Que Passou (E Eu Não Dropei)_Tribo de Jah

terça-feira, 27 de julho de 2010






















A pior burrice é não viver. É deixar de fazer coisas por medo de se machucar, é se privar de pessoas porque “está muito complicado”, é não falar o que sente e deixar as coisas para amanhã. Dar a cara para bater é bom, faz de nós humanos e nos diferencia dos cínicos. No final da vida o que a gente vai lembrar mesmo são as coisas boas e as marcas das pessoas que fizeram tudo valer a pena, mesmo que tenha sido apenas por um breve momento. Acho que a gente sempre vai pensar que poderíamos ter feito diferente, mas não custa arriscar, custa? Nem que seja para dizer “Ao menos eu tentei”.







kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Abraço Eterno

Amor tão grande, Amor tão forte, Amor suave, Amor sem fim.

Que a própria morte, transforma em vida
Abraço Eterno de Deus em mim,em mim
Nem as torrentes, das grandes águas conseguirão apagar esse amor
Pois suas chamas são fogo ardente, mais do que a morte, é tão forte esse amor.
Nem as torrentes, das grandes águas conseguirão apagar esse amor
Pois suas chamas são fogo ardente, mais do que a morte, é tão forte esse amor.
De abraço esmagante, de ausência torturante.
De noite e luz é feito esse amor!
De dor incomparável, consolo inestimável.
De vida e cruz é feito esse amor.
Nem as correntes, das grandes águas conseguirão apagar esse amor
Pois suas chamas são fogo ardente, mais do que a morte, é tão forte esse amor.
Nem as correntes, das grandes águas conseguirão apagar esse amor
Pois suas chamas são fogo ardente, mais do que a morte, é tão forte esse amor.
De abraço esmagante, de ausência torturante.
De noite e luz é feito esse amor!
De dor incomparável, consolo inestimável.
De vida e cruz é feito esse amor.
Nem as torrentes, das grandes águas conseguirão apagar esse amor
Pois suas chamas são fogo ardente, mais do que a morte, é tão forte esse amor.
Nem as torrentes, das grandes águas conseguirão apagar esse amor
Pois suas chamas são fogo ardente, mais do que a morte, é tão forte esse amor.
Esse amor ninguém pode apagar!
Esse amor ninguém poderá deter!


Ministério Missionário Shalom





sábado, 24 de julho de 2010

Me Alegro em Deus

HABACUC 3



17 "AINDA QUE A FIGUEIRA não floresça, que a videira não dê frutos; ainda que não haja o azeite da oliveira, e os campos não produzam o trigo; ainda que as ovelhas não estejam nos campos e nos currais não haja gado;




18 "AINDA ASSIM EU ME ALEGRAREI no SENHOR; EXULTAREI no Deus da minha Salvação".




19 "O SENHOR Deus é a minha força, e me fará andar ALTANEIRO! Me fará andar sobre as alturas!"




Esses versos atribuídos ao profeta Habacuc nos alertam para a importância de se procurar ver nos obstáculos a oportunidade de crescimento espiritual e saber que a melhor solução para eles está na sabedoria dada por Deus.


Saiba e creia que é Deus quem te sustentará, te dará a provisão e o conforto necessários para que a cada dia, tu possas melhor caminhar e viver!






O melhor de tudo é isso: poder superar os obstáculos ao caminhar olhando para Ele, é poder caminhar sempre de cabeça erguida, com muita fé e ALEGRIA.


AMADOS, alegrem-se em Deus e caminhem!

ARMADURA DE DEUS

Efésios 6:



10 Meus irmãos, se fortaleçam no Senhor e na força do seu poder


11 Se revistam de toda a armadura de Deus, para que possam estar firmes contra as astutas ciladas do adversário


12 Pois não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste mundo, contra as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais


13 Portanto, tome toda a ARMADURA DE DEUS, para que possa resistir no dia mau e ficar firme


14 Esteja firme, tendo em sua cintura o cinturao da verdade, e vista a couraça da justiça


15 E tenha calçados os pés na preparação do evangelho da paz


16 Tome sobretudo o escudo da fé, com o qual pode apagar todos os dardos inflamados do maligno


17 Tome também o elmo da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus


18 Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos
Sou composta por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas, absolutas. Me entupo de ausências, me esvazio de excessos. Eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos."

(Clarice Lispector)




Eu sou um excesso
Sedenta de tudo
A todo instante
Sou um transbordamento de
Emoções, sentidos
E alucinações
Meu peito soluça
Saudade,ciúme,
Desassossego
Uma constante inconstante
Na busca alucinada de algo
Que me preencha de carinho,
Amor, êxtase
São nos pequenos detalhes,
Quem sabe num suspiro ou outro,
Que quero te possuir
Possuir-te até que a carne
Fale,grite,arda,
Amor meu,teu, nosso
E são nos teus segredos que
Quero me encontrar,completar,perder,
E por fim,desconcertar.






_

segunda-feira, 19 de julho de 2010










Mulher



Para entender uma mulher
é preciso mais que deitar-se com ela…
Há de se ter mais sonhos e cartas na mesa
que se possa prever nossa vã pretensão…
Para possuir uma mulher
é preciso mais do que fazê-la sentir-se em êxtase
numa cama, em uma seda, com toda viril possibilidade… Há de se conseguir
fazê-la sorrir antes do próximo encontro
Para conhecer uma mulher, mais que em seu orgasmo, tem de ser mais que
amante perfeito…
Há de se ter o jeito certo ao sair, e
fazer da saudade e das lembranças, todo sorriso…
- O potente, o amante, o homem viril, são homens bons… bons homens de
abraços e passos firmes…
bons homens pra se contar histórias… Há, porém, o homem certo, de todo
instante: O de depois!
Para conquistar uma mulher,
mais que ser este amante, há de se querer o amanhã,
e depois do amor um silêncio de cumplicidade…
e mostrar que o que se quis é menor do que o que não se deve perder.
É esperar amanhecer, e nem lembrar do relógio ou café… Há que ser mulher,
por um triz e, então, ser feliz!
Para amar uma mulher, mais que entendê-la,
mais que conhecê-la, mais que possuí-la,
é preciso honrar a obra de Deus, e merecer um sorriso escondido, e também
ser possuído e, ainda assim, também ser viril…
Para amar uma mulher, mais que tentar conquistá-la,
há de ser conquistado… todo tomado e, com um pouco de sorte, também ser
amado!”



Carlos Drummond de Andrade





A Pipoca



A culinária me fascina. De vez em quando eu até me até atrevo a cozinhar. Mas o fato é que sou mais competente com as palavras que com as panelas. Por isso tenho mais escrito sobre comidas que cozinhado. Dedico-mo a algo que poderia ter o nome de ‘culinária literária’. Já escrevi sobre as mais variadas entidades do mundo da cozinha: cebolas, ora-pro-nobis, picadinho de carne com tomate feijão e arroz, bacalhoada, suflês, sopas, churrascos. Sabedor das minhas limitações e competências, nunca escrevi como ‘chef’. Escrevi como filósofo, poeta, psicanalista e teólogo – porque a culinária estimula todas essas funções do pensamento.(…)



Provocam a minha capacidade de sonhar. Nunca imaginei, entretanto, que chegaria um dia em que a pipoca iria me fazer sonhar. Pois foi precisamente isso que aconteceu. A pipoca, milho mirrado, grãos redondos e duros, me pareceu uma simples molecagem, brincadeira deliciosa, sem dimensões metafísicas ou psicanalíticas. Entretanto, dias atrás, conversando com uma paciente, ela mencionou a pipoca. E algo inesperado na minha mente aconteceu. Minhas idéias começaram a estourar como pipoca. Percebi, então, a relação metafórica entre a pipoca e o ato de pensar. Um bom pensamento nasce como uma pipoca que estoura, de forma inesperada e imprevisível. A pipoca se revelou a mim, então, como um extraordinário objeto poético. Poético porque, ao pensar nelas, as pipocas, meu pensamento se pôs a dar estouros e pulos como aqueles das pipocas dentro de uma panela.



Lembrei-me do sentido religioso da pipoca. A pipoca tem sentido religioso? Pois tem. Para os cristãos, religiosos, são o pão e o vinho, que simbolizam o corpo e o sangue de Cristo, a mistura de vida e alegria (porque vida, só vida, sem alegria, não é vida…). Pão e vinho devem ser bebidos juntos. Vida e alegria devem existir juntas.(…)



Mas a transformação só acontece pelo poder do fogo. Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho de pipoca, para sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo fica do mesmo jeito, a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e dureza assombrosa. Só que elas não percebem. Acham que o seu jeito de ser é o melhor jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo. O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos. Dor. Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, ficar doente, perder um emprego, ficar pobre. Pode ser fogo de dentro. Pânico, medo, ansiedade, depressão – sofrimentos cujas causas ignoramos. Há sempre o recurso aos remédios. Apagar o fogo. Sem fogo o sofrimento diminui. E com isso a possibilidade da grande transformação.



Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro ficando cada vez mais quente, pense que sua hora chegou: vai morrer. De dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar destino diferente. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada. A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz. Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo, a grande transformação acontece: pum! – e ela aparece como uma outra coisa, completamente diferente, que ela mesma nunca havia sonhado. É a lagarta rastejante e feia que surge do casulo como borboleta voante.



Na simbologia cristã o milagre do milho de pipoca está representado pela morte e ressurreição de Cristo: a ressurreição é o estouro do milho de pipoca. É preciso deixar de ser de um jeito para ser de outro. ‘Morre e transforma-te!’ – dizia Goethe.



Em Minas, todo mundo sabe o que é piruá. Falando sobre os piruás com os paulistas descobri que eles ignoram o que seja. Alguns, inclusive, acharam que era gozação minha, que piruá é palavra inexistente. Cheguei a ser forçado a me valer do Aurélio para confirmar o meu conhecimento da língua. Piruá é o milho de pipoca que se recusa a estourar. Meu amigo William, extraordinário professor-pesquisador da UNICAMP, especializou-se em milhos, e desvendou cientificamente o assombro do estouro da pipoca. Com certeza ele tem uma explicação científica para os piruás. Mas, no mundo da poesia as explicações científicas não valem. Por exemplo: em Minas ‘piruá’ é o nome que se dá às mulheres que não conseguiram casar. Minha prima, passada dos quarenta, lamentava: ‘Fiquei piruá!’ Mas acho que o poder metafórico dos piruás é muito maior. Piruás são aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem. Ignoram o dito de Jesus: ‘Quem preservar a sua vida perde-la-á.’ A sua presunção e o seu medo são a dura casca do milho que não estoura. O destino delas é triste. Vão ficar duras a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca macia. Não vão dar alegria para ninguém. Terminado o estouro alegre da pipoca, no fundo da panela ficam os piruás que não servem para nada. Seu destino é o lixo.



Quanto às pipocas que estouraram, são adultos que voltaram a ser crianças e que sabem que a vida é uma grande brincadeira... (O amor que acende a lua, p. 59.)









Fonte do texto: A casa de Rubem Alves









"Amor não é sentimentalismo, romance e prazer. Amor é responsabilidade, é fazer os outros felizes. O verdadeiro amor espera, respeita. As coisas da vida somente são boas e nos fazem felizes se são usadas dentro de sua finalidade e no momento certo."

Fonte:http://www.catolicanet.com/


domingo, 18 de julho de 2010




















Ainda vai levar um tempo

Pra fechar
O que feriu por dentro
Natural que seja assim
Tanto pra você

Quanto pra mim...
Ainda leva uma cara
Pra gente poder dar risada
Assim caminha a humanidade
Com passos de formiga
E sem vontade...
Não vou dizer que foi ruim

Também não foi tão bom assim
Não imagine que te quero mal
Apenas não te quero mais
Não te quero mais
Não mais!
Não te quero mais
Não mais!
Nunca mais!
Êh! Êh!


Assim Caminha A Humanidade_Lulu Santos

sábado, 17 de julho de 2010

Nos desígnios de Deus está sua felicidade

As pessoas até podem nos deixar sem resposta, mas o céu não. É fundamental para nossa caminhada rumo à nossa salvação, todos os dias, colocarmo-nos diante do Senhor e perguntar-Lhe: “Senhor, o que tens para mim neste dia? O que queres de mim neste dia?”



A cada dia que se inicia, o Senhor tem um desígnio de misericórdia para mim e para você; precisamos conhecê-lo. “Só tu és Santo! Todas as nações virão prostrar-se diante de Ti, porque tuas justas decisões se tornaram manifestas” (Ap 15,4b).


Mesmo que as dificuldades sejam contínuas, nós não podemos questionar a vontade divina. O melhor a fazer é sempre nos abandonar em Deus. Não se trata de ser acomodado ou alienado, é preciso fazer a nossa parte, sermos ativos, orantes, trabalhadores e fraternos. Fazendo o que é do nosso dever, dirijamo-nos ao Pai do Céu que realiza muito mais do que podemos esperar. Acredite que somente no Senhor está a sua felicidade.


Quem faz a experiência de deixar-se conduzir pela vontade divina jamais se sente vazio ou infeliz. Peçamos ao Senhor que nos mostre Seus desígnios para a nossa vida.


Jesus, eu confio em Vós!

Fonte:http://luziasantiago.com/







Nome: José Antonio Dominguez Banderas



Data de Nascimento: 10 de Agosto de 1960


Local de Nascimento: Málaga - Espanha
 














Por muito tempo,

em suas mãos eu fui tapete pro seus pés
Os dedos ficam vão-se apenas os anéis
E o meu defeito era não ver o seu defeito
Bem feito!
Pensando bem,
quem pensou mal do meu amor hoje eu dispenso
Chorando agora quem está usando lenço
Se volta santo no andor eu não aceito
Bem feito!
Por egoísmo,
você achou que nunca iria me perder
Quando podia ser o dono não quis ser
Agora quer e não tem mais esse direito
Bem feito! Bem feito! Bem feito!
Bem feito! Bem feito! Bem feito!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

DESAPEGO



Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final!Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?


Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu...


Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar. As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora.


Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.


Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração,e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.


Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.


Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és!


E lembra-te:Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão.






Fernando Pessoa

terça-feira, 13 de julho de 2010

As desculpas dos homens que não colam mais



O cachorro, o trabalho, a mãe, a bateria celular... O que ele está realmente dizendo com essas 14 histórias nada criativas?




Para eles sempre há uma explicação. E tem homem que de tão cara de pau nem varia o repertório de desculpas. Algumas frases já se tornaram clássicas na hora de terminar uma relação, pular a cerca ou justificar a falta de atenção com a mulher.
Mas antes de se divertir com essas 14 desculpas esfarrapadas, jogue a primeira pedra quem nunca providenciou uma “terrível dor de cabeça” naquele dia menos inspirado...


Eu nunca trai minha mulher, mas com você é diferente”



É a mentira número um do repertório do traidor e você quer mesmo acreditar nisso, não é? A ideia de ser a mais sexy entre as mortais não parece nada ruim. Mas vamos encarar a realidade e assumir que ele quer mesmo é variar o cardápio.






"Meu cachorro passou mal, vou levá-lo ao veterinário”


Essa desculpa faz sucesso porque não pode ser questionada – a menos que ele crie gatos. Já que tomou bolo, teste a veracidade da história se oferecendo para acompanhá-lo na sala de espera da clínica; ou faça a fila andar!

“Estou sem tempo para assumir um relacionamento agora, trabalhando muito...”



Vida atarefada, momento confuso, problema na família... A base da desculpa é sempre a mesma: ele só quer dizer que não sente nada muito forte por você. Afinal, homens apaixonados logo assumem um namoro e se tornam participativos mesmo com a agenda apertada.


“Não precisa ter ciúme. Ela é bonita, mas eu não saio com gente do trabalho”



Bela mentira. O código de ética masculino não inclui o ambiente de trabalho. A menos que a mulher seja muito chata , ele vai aprontar – se quiser, é claro.






“Não assinei o canal de sexo, veio de brinde no pacote do Brasileirão”


Se ele fosse malandro mesmo não tinha dado desculpa: era só reverter e fingir que era uma surpresa para vocês aproveitarem a dois. Desculpa caída, ele podia ser mais esperto.






“Não estou pronto para me envolver a sério com alguém”


Clássica. É uma variação da “Acabei de terminar um relacionamento, não consigo pensar em um namoro agora”. Simples: ele não está gostando tanto assim de você. Parta para outro porque esse só vai te enrolar por meses, e acabar namorando outra que conheceu há uma semana.






“Estou tomando essa decisão porque quero o seu bem”


Ou ele é super caridoso (e quem quer isso aqui minha gente?) ou só está tentando tirar a responsabilidade pelo término dos próprios ombros.






“Não posso mais sair hoje, tenho que levar minha mãe ao shopping”


Fica difícil acreditar nessa bondade toda, né? Aproveite a “disposição” do moço e peça para ele te levar para comprar sapatos no dia seguinte.




“Não sei o que eu quero”



Essa precede o número do desaparecimento, quando ele some da sua vida, não atende o telefone nem responde e-mails. E assim que você superar o abandono, ele vai te mandar uma mensagem como se nada tivesse acontecido. O motivo? É sempre bom ter alguém na reserva.






“O meu celular não estava desligado, a bateria que acabou”


A mentira nesse caso está na demora para responder. Ligar só no dia seguinte ou meia noite é uma amostra que ele não fez questão de falar com você antes: está escondendo algo ou mentindo para sair com os amigos?






“Eu não sumi, só estive trabalhando, ocupado”


Pode acontecer como evolução do quadro acima. Ele fala com você pelo computador ou no celular como se você não tivesse se magoado com a distância forçada de 15 dias. Provavelmente não deu certo com outra e ele resolveu tentar de novo com você ou fazer um lanchinho.


“Eu não amo mais minha mulher, só estou esperando o momento certo para terminar”



Essa é bem velha. Os casados sempre têm uma boa justificativa: só está com ela pelos filhos e não transa com a esposa há muito tempo... Pegue a senha e aguarde, mas aguarde bastante, ele se divorciar por você.






“Ciúme dela? Imagina, é só uma chata que fica me enchendo no Facebook”


Existe uma etiqueta mesmo nas redes sociais. Se alguém está ocupando aquele espaço é porque ele está deixando – e quem sabe até gostando. Arrume um fã virtual para chamar de seu e ele verá se não há motivo para ciúme.






“Sério que você me ligou a tarde toda? Não vi."


Desculpa superada pela invenção da bina de celular. Mas alguns homens ainda tentam negar a existência da tecnologia. Só acredita nessa quem quer.




Fonte: http://delas.ig.com.br/amoresexo/as%20desculpas%20dos%20homens%20que%20nao%20colam%20mais/n1237696191508.html
















Nada do que foi será

De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará
A vida vem em ondas

Como um mar
Num indo e vindo infinito
Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo
Não adianta fugir
Nem mentir
Pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar

segunda-feira, 12 de julho de 2010

























Deus...

Dai-me o poder de não desanimar
De poder olhar para o futuro com alegria
De esperar todos os dias algo de bom...
Deus...
Não me deixe desistir
Levante-me os olhos para a vida,
e que ela possa me parecer linda sempre.
Deus...
Não permita que eu saia do meu caminho,
mesmo ele estando em dificuldades,
mesmo que pareça impossível chegar ao fim.
Meu querido Deus...
Não deixe que eu me esvazie,
que me sinta triste e sem coragem.
Não deixe que eu pare diante de situações difíceis...
Que eu me distancie dos meus sonhos!
Deus...
Só o Senhor tem o poder de me iluminar,
então, faça da minha vida uma claridade plena,
faça que meu coração sinta a luz do amor,
e que eu possa dar amor ao meu irmão
sem medir esforços.
Deus meu...
Eis um filho seu implorando ajuda,
pois sem a sua mão estendida, nada neste mundo pode ser perfeito.
Por isso, venho aos seus pés e peço:
- Me dê a chance de acertar,
de lhe dar orgulho em ser do seu reino,
de saber o seu valor

domingo, 11 de julho de 2010




Pressentimento




Tudo que você pressente eu sou

Qualquer paixão nos separa
É a loucura do momento
Em nossa cara
Fora desse céu cinzento eu vejo
Mais uma noite estrelada
Eu andava entristecido e te amava
Agora que eu não tenho medo
A solidão vai embora
Na janela em que eu sorria
Você chora
Fora desse fingimento havia
Alguma coisa sonhada
E eu não troco esse desejo por nada
Pode completar seu beijo, oh!
Despedaçando a memória
Procurando meu sorriso em sua história
Eu fugi do paraíso mesmo
Naquela noite pesada
Eu andava entristecido por nada.

NA MARGEM DO RIO PIEDRA...









NA MARGEM DO RIO PIEDRA...




Eu me sentei e chorei.
Conta a lenda que tudo que cai nas águas deste rio - as folhas, os insetos, as penas das aves - se transforma nas pedras do seu leito.
Ah, quem dera eu pudesse arrancar o coração do meu peito e atira-lo na correnteza, e então não haveria mais dor, nem saudade, nem lembranças.
Ás margens do rio Piedra eu me sentei e chorei.
O frio do inverno fez com que eu sentisse as lágrimas em meu rosto, e elas se misturaram com as aguas geladas que correm diante de mim.
Em algum lugar este rio se junta com outro, depois com outro, até que - distante dos meus olhos e do meu coração - todas estas águas se misturam com o mar.
Que as minhas lágrimas corram assim para bem longe, para que meu amor nunca saiba que um dia chorei por ele. Que minhas lágrimas corram para bem longe, e então eu esquecerei do rio Piedra, do mosteiro, da igreja nos Pirineus, da bruma, dos caminhos que percorremos juntos.
Eu esquecerei as estradas, as montanhas, e os campos de meus sonhos - sonhos que eram meus, e que eu não conhecia.''






Paulo Coelho






















Se eu te amo e tu me amas

Um amor a dois profana
O amor de todos os mortais
Porque quem gosta de maçã
Irá gostar de todas
Porque todas são iguais
Se eu te amo e tu me amas
E outra vem quando tu chamas
Como poderei te condenar
Infinita é tua beleza
Como podes ficar preso
Como um santo no altar
Quando eu te escolhi
Para ficar junto de mim
Eu quis ser tua alma
Ter teu corpo
Tudo enfim
Mas compreendi
Que além de dois existem mais
Amor só dura em liberdade
O ciúme é só vaidade
Sofro mas eu vou te libertar
O que é que eu quero se eu te privo
Do que eu mais venero
Que é a beleza de deitar
(...)

A Maçã_Raul Seixas e Paulo Coelho

sexta-feira, 9 de julho de 2010






Ando por aí querendo te encontrar

Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
Que o nosso amor pra sempre viva
Minha dádiva
Quero poder jurar que essa paixão jamais será
Palavras apenas Palavras pequenas Palavras
Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
Que o nosso amor ora sempre viva
Minha dádiva
Quero poder jurar que essa paixão jamais será
Palavras apenas
Palavras pequenas
Palavras momentos
Palavras, palavras
Palavras, palavras
Palavras ao vento

Marisa Monte





















Atire a Primeira Flor







Quando tudo for pedra, atire a primeira flor;
Quando tudo parecer caminhar errado, seja você a tentar o primeiro passo certo;
Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto, acenda você a primeira luz, traga para a treva, você primeiro,a pequena lâmpada;
Quando todos estiverem chorando, tente você o primeiro sorriso;talvez não na forma de lábios sorridentes, mas na de um coração que compreenda, de braços que confortem;
Se a vida inteira for um imenso não, não pare você na busca do primeiro sim, ao qual tudo de positivo deverá seguir-se;
Quando ninguém souber coisa alguma, e você souber um pouquinho, seja o primeiro a ensinar, começando por aprender você mesmo, corrigindo-se a si mesmo;
Quando alguém estiver angustiado à procura, consulte bem o que se passa, talvez seja em busca de você mesmo que este seu irmão esteja;
Quando a terra estiver seca, que sua mão seja a primeira a regá-la;
Quando a flor se sufocar na urze e no espinho, que sua mão seja a primeira a separar o joio, a arrancar a praga,a afagar a pétala, a acariciar a flor;
Se a porta estiver fechada, de você venha à primeira chave;
Se o vento sopra frio, que o calor de sua lareira seja a primeira proteção e primeiro abrigo.
Se o pão for apenas massa e não estiver cozido, seja você o primeiro forno para transformá-lo em alimento.
Não atire a primeira pedra em quem erra.
Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu, sua atenção primeiro para aquele que foi esquecido e seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém;
Quando tudo for espinho, atire a primeira flor, seja o primeiro a mostrar que há caminho de volta, compreendendo que o perdão regenera, que a compreensão edifica, que o auxílio possibilita, que o entendimento reconstrói.
Amados enfim atire não a primeira pedra que é muito fácil, mas a flor...
Não esqueçam palavras transformam, mas testemunhos arrastam.














quinta-feira, 8 de julho de 2010


















DESCULPAS





Desculpe por eu ter te conhecido e ficado feliz ao ouvir a sua voz pela primeira vez...

Desculpe por ter me identificado com você e por te entender...


Desculpe por querer estar sempre presente em sua vida e querer participar do seu dia-a-dia...


Desculpe por querer impor meus pensamentos para te incentivar...


Desculpe querer te dar o meu carinho por me sentir bem ao teu lado...


Desculpe por querer te dar o meu ombro amigo e não perceber que te sufocava com minhas preocupações...


Desculpe por sofrer junto com você...


Desculpe por te telefonar, sem imaginar que te acordaria...


Desculpe por gostar dos teus beijos...


Desculpe por me sentir feliz ao teu lado e achar que também estava te fazendo feliz...


Desculpe por não corresponder as suas expectativas...


Desculpe por não ser a mulher que você sonhava...


Desculpe se de alguma forma te fiz ou faço sofrer...


Desculpe por sonhar um sonho que era só meu...


Me Desculpe mais ainda...


Por Te Amar Demais!!!
























Eu e você

Não é assim tão complicado
Não é difícil perceber...
Quem de nós dois
Vai dizer que é impossível
O amor acontecer...
Se eu disser
Que já nem sinto nada
Que a estrada sem você

É mais segura
Eu sei você vai rir da minha cara
Eu já conheço o teu sorriso
Leio o teu olhar
Teu sorriso é só disfarce
O que eu já nem preciso...
Sinto dizer que amo mesmo
Tá ruim prá disfarçar
Entre nós dois
Não cabe mais nenhum segredo
Além do que já combinamos
No vão das coisas que a gente disse
Não cabe mais sermos somente amigos
E quando eu falo que eu já nem quero

A frase fica pelo avesso
Meio na contra mão
E quando finjo que esqueço
Eu não esqueci nada...
E cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais
E te perder de vista assim é ruim demais
E é por isso que atravesso o teu futuro
E faço das lembranças um lugar seguro...
Não é que eu queira reviver nenhum passado
Nem revirar um sentimento revirado
Mas toda vez que eu procuro uma saída
Acabo entrando sem querer na tua vida
Eu procurei qualquer desculpa pra não te encarar
Pra não dizer de novo e sempre a mesma coisa
Falar só por falar
Que eu já não tô nem aí pra essa conversa

Que a história de nós dois não me interessa...
Se eu tento esconder meias verdades
Você conhece o meu sorriso
Lê o meu olhar
Meu sorriso é só disfarce
O que eu já nem preciso...

Ana Carolina_Quem de nós dois



quarta-feira, 7 de julho de 2010





O ser humano não pode deixar de cometer erros; é com os erros, que os homens de bom senso aprendem a sabedoria para o futuro.

domingo, 4 de julho de 2010





Eu te amo porque te amo.
Não precisas ser amante,
E nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
E com amor não se paga.
Amor é dado de graça
É semeado no vento,
Na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
E a regulamentos vários.
Eu te amo porque não amo
Bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
Não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
Feliz e forte em si mesmo.
Amor é primo da morte,
E da morte vencedor,
Por mais que o matem (e matam)
A cada instante de amor.

Carlos Drummond de Andrade " As Sem-Razões do Amor"
 
 
 
Nem tudo é fácil

É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste.
É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada
É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.
É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia.
É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.
É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.
Se você errou, peça desculpas...
É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado?
Se alguém errou com você, perdoa-o...
É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender?
Se você sente algo, diga...
É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar
alguém que queira escutar?
Se alguém reclama de você, ouça...
É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você?
Se alguém te ama, ame-o...
É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz?
Nem tudo é fácil na vida...Mas, com certeza, nada é impossível
Precisamos acreditar, ter fé e lutar
para que não apenas sonhemos, Mas também tornemos todos esses desejos,
realidade!!!


Cecília Meireles
 
 
 
 
PRECE

Senhor, que és o céu e a terra, que és a vida e a morte! O sol és tu e a lua és tu e o vento és tu! Tu és os nossos corpos e as nossas almas e o nosso amor és tu também. Onde nada está tu habitas e onde tudo está - (o teu templo) - eis o teu corpo.
       Dá-me alma para te servir e alma para te amar. Dá-me vista para te ver sempre no céu e na terra, ouvidos para te ouvir no vento e no mar, e mãos para trabalhar em teu nome.
       Torna-me puro como a água e alto como o céu. Que não haja lama nas estradas dos meus pensamentos nem folhas mortas nas lagoas dos meus propósitos. Faze com que eu saiba amar os outros como irmãos e servir-te como a um pai. 

Fernando Pessoa em "O Eu Profundo".